domingo, 25 de junho de 2017

Enquanto ela lia um livro



Ela foi sunsita:
-se você não parar com estas asneiras,
vou cortar sua glande...
tentei parecer o mais natural possível:
-ótimo, com aquela gilete enferrujada vou
retalhar seu períneo,
sangue, sangue, sangue,
a dor sempre me excitou...
e ela terminou com sua frase preferida:
- você é ridículo!   
Mesmo sem originalidade, eu considerei que valeria a pena
levá-la pra conhecer meus livros do R. Fonseca.
- o inferno é meu, não sou Eurídice, você não é Orfeu  e não espero resgate nenhum...
levantei disse que iria buscar uma tequila e não voltei,
que ela fique por lá, banhando-se no mármore e lendo
o velho Chinaski,
eu ainda pretendo degustar muitas xoxotas,
e que seja substituído  o amor pelo ‘bom humor’.