domingo, 5 de abril de 2009

Continho.

Continho: Noite de espaguete.

-Por que você tem que ser sempre desagradável,

cara trunfada, casmurro...

-Então a criança descobriu o bruxo de Cosme Velho?

-Hã, palhaço, uma hora desta tu podes sentir o

machado de Raskolnikov

.-Olha, olha, diretamente para a literatura russa,

se você continuar assim daqui uns dias estará

bebendo absinto e jogando dados em uma

temporada no inferno.

-Eis aí um dos seus inúmeros defeitos.

Subestimar as pessoas...

-Inúmeros? De alguns para inúmeros.

Estou melhorando.

-É, mas quem melhora demasiado acaba sozinho...

-Meu maior esforço é justamente pra isso.

-Grandessíssimo idiota, ridículo...

-Não, não, rock nacional não...

-Ah! Tá, um solo de trompete serve?

-Quem sempre carregou vassoura não empunha batutas.

..........................................................................................

-Você quer queijo ralado?

-Não, quero mais um pouco do tinto demi seco.

-Acertei o ponto do macarrão, e o molho está bom de tempero?

-Chiiiiiiiiiiiii, posso ouvir o Chopin?

-Chato...

Um comentário:

isaias de faria disse...

por aqui tem baudelaire,rambaud, mallarme, dostoievisk... fiz um lá, sem tanta gente boa, mas... esse aqui,bem criado.