terça-feira, 27 de outubro de 2009

O Olho do Cachalote


No olho do
cachalote,
eu me vejo
com inconteste
nitidez,
o ser pequenino
que sou.







Capa do Belíssimo filme Húngaro:
"As Harmonias de Werckmeister"

Um comentário:

isaias de faria disse...

poste novamente pois as letras do poema não estão certas.